*^*

terça-feira, 19 de julho de 2011

Alma em flor



Súbito corte..
morte..
na secura do tempo que se foi..
e carrega o vazio não mais preenchido
súbito
o corte
a morte..
do velho e imprestável modo de ser
e viver
é a melhor face
da morte
que me corta
em partes
me ensinando o valor da vida:
que crescer é sempre e contínuo
mesmo no instante de envelhecer..
Minha vida sopra feliz a cantiga
de ser tudo que um dia sonhou ser..
Nesse fluxo danço a dança do universo
E minha alma enfim
renasce.
E minha alma enfim
floresce.
E por toda parte
a vida brota e cresce.
Obrigada...

Nenhum comentário:

Postar um comentário