*^*

terça-feira, 12 de abril de 2011

Amor...



Enquanto dormia
e pelo deserto caminhava
sorria
das suas piadas...
No brilho suave dos seus olhos
senti uma vida pulsar
sofrida...
buscando no riso
das palhaças piadas
o ópio, o sussurro
ao pé do ouvido...
Seu brilho escondido
pelos olhos eu via
pelo sorriso atrevido
pelo silêncio de seus gemidos
Você me trouxe de volta a fantasia...
Minh'alma de repente... te reconhecia.
(11/07/10)

2 comentários:

  1. Nossa...acho que li e reli algumas vezes esse poema. Muito bonito e bem construído. Li como se olhasse para um quadro. =)

    Adoro você.

    =*

    ResponderExcluir
  2. agora que reparei na data...
    e me arrepio!
    amo você, minha linda!

    ResponderExcluir