*^*

terça-feira, 22 de março de 2011

Mambembe sigo...



Corre o louco a morrer
e nascer
em cada fração de vida..
Nas cores
fui testemunha
do nascer do Sol
e minha alma
viva
que vagueia
mambembe..
Nas cores
amores
bem viver..
Em cada canto
um encanto
em cada canto
um renascer
Meu coração é selvagem por natureza
vive tudo sem se arrepender
e eu, andarilha do tempo
sigo.

segunda-feira, 14 de março de 2011

No meu cansaço...

Chega de tanta marca d'água
chega de tanto barulho por nada
tô cansada
chega de tanta piada
não tem graça
quando dói assim
não há nada que se faça
a não ser esperar
e ver se tudo passa.