*^*

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

meu amor...



Parece que te conheço há tanto tempo
Parece que você veio com o vento
E soprando canções de Amor me conquistou
Num sorriso suave
Num olhar sedutor

Agora meu peito quase explode
Meu coração com o teu quer dançar
E brincar de ciranda com as estrelas
Balançar numa rede
Nós dois, o luar

Você veio do nada, como pode?
Me intriga o tamanho e a velocidade
Mas no Amor não há tempo nem medida
E nada poderia ser mais verdade
Do que todo esse Amor
Que não deixa saída
A não ser a entrega
E a felicidade.

Um comentário:

  1. Só agora pude ler seu lindo poema. É tocante. Me faz pensar em parar de pensar.
    Espero que esteja tudo bem e em paz. Há uma nova força pra começar a semana. =D
    Beijos =*

    ResponderExcluir