*^*

sábado, 19 de junho de 2010

...preâmbulo...


*'*

Então me disse..
- venha cá.. que bom tê-la de volta.. já sentia sua falta, pequena...
Hoje sonhei com castanhas.. eram duras, de cascas moles.. sorri dentes de ouro e você me dizia que voltava logo... que via uma luz no final daquele corredor longo por onde andastes todo esse tempo..
Então aqui chegastes...
Minhas pernas dóem.. como se tivesse passado uma vida andarilha.. mas nem sempre era assim.. às vezes eu cansava, queria correr mas não podia.. parecia que a vida era morta.. que minhas pernas não agüentariam... como agora.
Mas, Ariadne, minha linda menina perdida... como foi sua travessia?

Senti que ela me queria ouvir, me queria sentir, me queria saber mais... talvez para lhe sentir menos a dor em meus olhos..

- assustadora... no início achei divertido me comunicar com a escuridão, mas aos poucos o medo e o pavor quiseram tomar conta de mim... a solidão.. foram já muitos meses desde que te vi pela última vez.. Meses vividos no escuro, por companheiros os morcegos, corujas, aranhas, escorpiões e serpentes.. a todos, aliás, agradeço os ensinamentos, durante minhas crises pelo desespero e pelo cansaço..
Mas aqui estou, firme de novo... Mas há quanto tempo chove desse jeito por aqui? tudo está encharcado..

- perdoe, Ariadne.. sou eu.. não consegui parar de chorar desde que perdi meus óculos.. no tempo em que partistes...

Nenhum comentário:

Postar um comentário