*^*

domingo, 25 de abril de 2010

Água Viva



Translúcido...
o mar, a vida, a poesia
Cristalina a cor, nos olhos, na retina
Minha pele tocou, aos poucos, a maresia
O azul brilhante, a água macia
a areia fina, no raso eu via
Meus pés dançando, na onda que batia
Nesse vai e vem doce
Nas memórias curtidas
Quanto tempo não tive tua companhia
Agradeço de novo, e de novo, e de novo
Essa loucura infinita
que é estar na água viva
Mergulho profundo, como se minha alma soubesse
que a cada instante vale um pedaço de vida
Sinto paz lá no azul
no azul desse cristal mar
Cada cor, cada brilho, nos corais a brincar
São pedaços de encantos que me levam a vagar
Por caminhos de sonhos, que sonhei um dia
Minha vida vazia, se faz de novo cantar
Pelo ar que respiro, a cada erguer
no mar
São pedaços de vida, a mais
Em meu caminhar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário