*^*

sábado, 13 de fevereiro de 2010

Solitude




Torto..
Um dia de carnaval...

Soube anteontem que você não vinha...
Fiquei triste.. tinha preparado tudo pra sua chegada..
Meus olhos de novo brilhavam...
Minhas mãos ansiosas brincavam de agarrar-se umas às outras (!)
E eu achei que era minha intuição falando alto agora
Sempre fui boa nisso.
Mas com você ainda não sei..
Parece que nada nesse mundo será capaz de me fazer acreditar que ainda estou viva...
Você não chegou...
E o Minotauro até fica bonito quando me carrega
Seqüestrada, como um guerreiro que salva a dama do perigo...

Mas você não veio...
Meu labirinto é de solitude...
Não, não é de solidão..
Pois não chega a ser ruim...
É só um estado triste de perceber
Que no final todos somos sós...
Só isso..

Uma solitude apaziguadora de meus animus..
Sim, pois tenho muitos.. ô!
Sou o guerreiro.
E a princesa..
E o dragão.
E a solitude..
E a solidão.

Mas você não veio...

Alguém pode contar isso pra minh’alma?
Acho que ela ainda não entendeu...
Minha cabeça olha e ridiculariza todos esses sentimentos
Minha anima está delirando, pensa...

Onde está o dragão
Está meu coração.
Ele sim.. sofre enclausurado..

Acho que aguarda quem faça desaparecer esse maldito encanto..
Maldito sim..
Pois meu sentimento de amor é pleno..
Mas esse medo.. ah!
esse medo do passado vira essa jaula mansa..
Essa faca espetada no peito, essa mágoa..

Mas você não veio..

E agora sim..
Vou respirar sozinha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário